GuidePedia

0
Foto: Reprodução

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), evitou falar que existe uma divisão no partido após uma declaração do governador Rui Costa defendendo que o PT pense em apoiar um candidato de uma sigla aliada na disputa pela Presidência da República este ano. Por outro lado, ela apontou que a maior parte da direção nacional da sigla discorda do posicionamento de Rui. "Respeito muito o governador Rui Costa, mas a posição da direção partidária e majoritariamente é da nossa militância não é essa", comentou a senadora durante evento na Faculdade de Comunicação da Ufba na tarde desta quarta-feira (14). Gleisi comentou ainda que o PT deve disputar o voto de eleitores que apoiaram o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e eventualmente mudaram de ideia desde então. "Não vejo problema nenhum em reconhecer essa questão do impeachment, do golpe e o problema que isso foi para o país, e disputar o voto dessa população que anteriormente apoiou [o impeachment]. Até porque ela já está mudando de ideia e viu que foi enganada", disse Gleisi. Ela voltou a destacar ainda que o PT não tem um "plano B" para ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato ao Palácio do Planalto.(Bahia Notícias)

Postar um comentário

 
Top